Pintar com alegria ;)

Hoje vimos na página Parar Escutar e Agradecer: 365 Dias de Gratidão esta sugestão de uma aplicação que dá vida aos desenhos pintados.

Por aqui temos um menino que não adora pintar, mas que pintou com afinco para ver o resultado final na aplicação.

Tento todas as estratégias para o por a pintar, gostava que ganhasse gosto, é uma atividade que estimula a concentração e que pode ser uma boa estratégia mindfulness.

Estes lápis de cor da Staedler são maravilhosos, existem uns grossos e uns mais finos, os mais grossos são triangulares e têm um formato que ajuda muito na pega. O material é muito importante para os ajudar a serem mais auto confiantes na tarefa de pintar.

Esta aplicação está a ser super motivadora, chama-se Quiver e permite gravar as imagens que os meninos vêm quando terminam a pintura.

Deixo aqui um dos vídeos que fizemos de um desenho pintado pelo nosso artista mais pequeno e pela sua querida e incentivadora irmã.

A aplicação é gratuita e foi uma excelente sugestão.

Anúncios

Educação pouco inclusiva

Mudam-se leis mas não se mudam mentalidades e formas de pensar…mudam-se leis mas não se preparam estratégias, não se pensa nas crianças e nas famílias, não se pensa que um mês na vida de uma criança é uma eternidade.

Não consigo aceitar que se tenha iniciado um ano letivo sem preparação para esta “educação inclusiva”, palavreado bonito, conceitos maravilhosos…uma realidade que está longe de ser bonita em muitos agrupamentos por esse país.

Se continuarmos a pensar que as crianças são todas iguais e a avaliá-los com critérios pouco adequados, vamos continuar a cometer injustiças, e a criar cada vez mais crianças com sérios problemas de autoconfiança.

Inclusiva significa que cada criança tem a resposta que precisa, significa que a escola é um lugar onde a criança e a família se sentem parte de um todo, peças de um Puzzle em que todos são importantes.

Lembro a quem governa que não basta fazer leis, as leis têm que ser colocadas em prática e fiscalizadas. Não se pode aceitar que cada agrupamento interprete a lei á sua feição, não se pode aceitar que em outubro ainda se responda ás famílias que não se sabe como vai ser, que não se sabe como as coisas vão funcionar, que tem que se esperar….

Trabalho com famílias que depositam na escola a esperança para o futuro dos seus filhos, famílias que vivem esta angústia de não saber como vai ser, que aguardam pela colocação de tarefeiras para ajudarem com os seus filhos, famílias que são contribuintes e que merecem dormir descansadas a saber que a Escola é um lugar inclusivo para os seus filhos e que lhes dá a resposta que eles precisam.

Livros que ajudam a crescer…

São os livros que nos ajudam a crescer…a crescer como pessoas.

Tenho uma verdadeira paixão por livros e tenho passado essa paixão aos meus filhos, eles adoram livros, adoram ler.

Como psicologa sempre recorri muito aos livros como ferramentas de trabalho, histórias que ajudam a criança a projectar-se e que dão mote para falarmos de temas s assuntos muito variados.

Tenho vindo a criar uma biblioteca de livros que ajudam no crescimento pessoal e social das crianças, comecei a partilhar um pouco desta biblioteca no YouTube no canal do Motivar os filhos para o estudo.

Paralelamente criei atividades orientadoras que ajudam a explorar estes livros, para terem acesso basta seguirem p nosso canal e deixarem um e-mail para vos adicionar á nossa lista 😉

Espero que gostem da nossa seleção e que ela seja muito útil na vida das vossas crianças.

Ser diferente num mundo igual

É preciso coragem para ser diferente, criativo, original num sistema de ensino que empacota, que exige igualdade, que quer que caiba tudo na mesma caixa…

Cada criança é única, mas o sistema de ensino não concebe isso, não estimula o pensamento autónomo e criativo. A culpa não é dos professores, também eles se sentem peões, quem quer mudar alguma coisa, usar métodos de trabalho diferentes depois esbarra com avaliações que avaliam tudo como igual, e onde fica a diferença?

Estamos a criar os adultos de amanhã, uma geração que em poucos anos estará a controlar o mundo, mas em que circunstâncias? Como? Esta realidade deve colocar-nos a pensar…

É premente que se invista no desenvolvimento de competências psicossociais, que se revele que quem tem uma inteligência emocional mais desenvolvida voa mais alto, chega mais longe e é mais feliz!

Vamos parar de empacotar crianças e ajudar a desenvolver uma geração de pessoas que sabem pensar pelas suas cabeças, que sabem tomar decisões e fazer escolhas, que são empáticas com quem os rodeia, que são curiosas e que persistem para além das adversidades da vida… Estaremos a contribuir para um mundo melhor.

Lápis de escrever

Hoje trago uma primeira dica de regresso ás aulas.

De notar que as marcas não me pagam para isto 🙂 só partilho coisas que gosto mesmo e que resultam aqui em casa . Temos 3 filhos com problemas de caligrafia que têm vindo a melhorar com recurso aos lápis staedler com a ponta azul ou verde, têm um traço mais leve e fica muito mais bonito.

Aqui vos deixo um exemplo docinho.

Porque não me custa voltar ao trabalho…

Quando estava no 12•ano um professor disse-me para escolher uma profissão que gostasse mesmo, que aos 40 anos ia custar muito acordar para ir trabalhar e só seria fácil para quem fosse fazer algo que amasse…

Este conselho ficou-me sempre gravada na memória,os 40 ainda estavam longe mas fazia-me sentido a ideia…

Hoje, do alto dos meus 41 anos aprendi que a vida só faz sentido se desfrutarmos de cada momento. Se ficarmos gratos por cada sorriso, cada gargalhada, cada disparate…

Adoro as férias, não ter horários, ter todo o tempo do mundo para os meus, chinelos no pé, sol, mar, areia, piscinas….mas também adoro regressar a um trabalho que me faz tão feliz, aos meus meninos, a uma agenda apertada, ao melhor trabalho do mundo, um trabalho que me faz não ter pena das férias terminarem…