Irmãos uma “guerra” de Amor…

Não me lembro de ser filha única, tenho uma irmã com pouca diferença de idade comigo. Não me lembro da minha vida sem ela, ela está em praticamente todas as minhas memórias e fotos de infância. Depois tenho mais três irmãos, mais novos, mas que vieram completar a minha vida….

Talvez pela minha experiência, nunca quis ter só um filho, isso não era sequer uma hipótese, sempre dissemos que se não pudéssemos ter mais filhos adoptávamos. Os meus dois filhos mais velhos têm 26 meses de diferença, o início não foi nada fácil. Questionei-me muitas vezes quando via os ciúmes do meu filho mais velho….se era justo ter-lhe roubado o seu tempo de filho único? Hoje, vejo a relação deles, mesmo na entrada da adolescência e tenho a certeza que não roubei nada…acrescentei!

Decidimos ter o terceiro filho, e foi mais uma etapa na vida deles, mais um processo de adaptação ( mais fácil do que esperávamos 😜).

Não vivem uns sem os outros mas têm momentos em que precisam de se sentir filhos únicos, momentos em que cada um precisa de nós só para ele, sem ter que dividir a atenção.

Se é fácil? Não … mas se fosse não tinha piada nenhuma!

Há dias caóticos, em que discutem do acordar ao deitar… a cor do copo, o lugar no carro, quem entra primeiro, quem chama o elevador, quem olha para quem… enfim… há dias em que os conflitos começam com o nascer do sol. E se há dias em que até temos paciência e bom humor, há outros em que só nos apetece gritar!

Conheci a Joana na formação que fiz de mediação de conflitos para pre escolar e primeiro ciclo, tive logo empatia com ela, também é mãe de três, mediadora de conflitos, tem uma energia que contagia e é super criativa, encantaram-me as técnicas que usa para mediar os conflitos entre os irmãos, acreditem que são mesmo técnicas que os miúdos adoram e que lhes fazem sentido também para eles.

Uma das sugestões que ela dá é o envolvimento em atividades colaborativas, coleções de cromos são um excelente exemplo, eles unem-se com um objetivo comum. Dentro deste espírito colaborativo, esta semana encontrei um livro de pintar de 4 metros, sim 4 metros de livro com imagens maravilhosas, está a ser fabuloso ver a forma como vão gerindo o livro, dividindo os espaços e as cores, enfim… será um projeto em comum.

No fundo, as ideias da Joana colocam os pais e as mães como mediadores de serviço.

Já devem ter percebido que eu só recomendo coisas que gosto mesmo, não sou nada publicitária 🙂 estejam atentos ao trabalho dela. Eu vou mostrando também com os irmãos cá de casa algumas das sugestões postas em prática 😉

Anúncios

One thought on “Irmãos uma “guerra” de Amor…

  1. Gostava de saber mais como ajudaros conflitos entre irmãos. Sou avó de um de 8 e uma de 10. Se há momentos ternurentos há outros em que se pegam. Em momentos de dor (há dias o irmão caiu no colégio e levou pontos no queixo deram um abracinho delicioso) outros momentos de brincadeira acabam em lutas….gostava de ter uma intervenção mais correcta. Obrigada

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s